Segunda-feira, 19 de Março de 2007

Como seduzem os amantes?

Em conversas com amigos, na net e por outras vias, apercebi-me do que leva realmente as mulheres a optar por ter um amante.
Há aquela noção de que querem apenas sexo, que o marido não é bom e isto e aquilo.
Mas se repararmos bem, os amantes introduzem-se na vida das mulheres dos outros através da sedução, quando notam que elas estão em baixo.
A causa dessa baixa estima costuma ser a vida rotineira que afasta o casal, a relação de poderio do homem sobre a mulher, obrigando-a a trabalhar fora e dentro, pois ao chegar a casa tem trabalho para fazer. E isto, dia após dia.
Elas não querem propriamente sexo. Basta chegar-se perto delas e perguntar-lhes pela vida,  como estão, se querem tomar um café. E depois, basta ir ouvindo, ouvindo muito tudo aquilo que elas têm para contar.
As mulheres casadas quase não têm tempo para si e têm vergonha de conversar com as amigas sobre a vida do casal, mas a um estranho com o poder de ouvir... elas dão tudo.
Estão já esgotadas de uma vida que não sonharam, a servir aquele que as escolheu para... companheiras!
E se um homem as abordar, ouvi-las e lhes der razão, elas afeiçoam-se e revêm naquele indivíduo o príncipe encantado com que tanto sonharam.

Não quer dizer que essa união dê certo, pois muitas vezes ela irá ter mais do mesmo, já que aqueles encontros fortuitos, não dão a conhecer um homem na sua plenitude.

Mas dá que pensar, toda esta história: se os homens dessem mais espaço à mulher e a ouvissem um pouco... os divórcios, ou as vidas amarguradas não aconteciam!
 
 
publicado por oamante às 09:54

link do post | comentar | favorito
|
49 comentários:
De carla a 19 de Março de 2007 às 15:29
é um dos conselhos que dou aos meus amigos homens para seduzir as mulheres.. ouvi-las! dar-lhes atenção, elogiar um ou outro detalhe...
e sabes, também resulta pelo outro lado.. os homens também têm necessidade dessa atenção...
embora se os ouvir deixando que olhem para a profundidade do decote... resulta melhor!
De oamante a 19 de Março de 2007 às 16:08
Claro que os homens também, mas penso que não podem olhar para o decote: não conseguiam dizer mais nada, balbuciavam e diriam coisas como o pai da Mafalda: «Olá, encontrei a vizinha umbigo e ela manda muitos umbigos para vocês!».
Detesto falar com uma mulher, quando ela tem um decote daqueles: como sou ligeiramente alto, tenho a cabeça ligeiramente (lol) para baixo e apesar de olhar para os olhos (gosto de falar assim) não consigo deixar de reparar no resto (a astronomia ensina-nos que para olharmos bem para um fenómeno celeste, devemos utilizar a visão periférica! Lol). E então é ver-me de quando em vez a descair a cabeça ou a fazer muita força para ela não descer. É terrível, acreditem mulheres! Componham-se quando vão falar connosco, ou passamos a utilizar calças com uns decotes... depois quero ver nós a chamar-vos nomes por estarem sempre a desviarem os olhos... Lol: «Aiiii, vocês mulheres só pensam nisso!» Loooooollllllll.
De Kat a 19 de Março de 2007 às 17:16
Eu concordo com o que dizes aqui, no teu post, mas não é sempre assim! Há mulheres que assumem que traem apenas por se sentirem atraídas por outro homem, por gostarem de ter mais do que um parceiro, pela adrenalina... enfim, não é uma situação tão linear como a que tu escreves! A verdade é que um desejo, um simples desejo sexual por alguém que não é nosso parceiro, e a concretização dessa fantasia, pode magoar muita gente! A conversa é o melhor caminho! Sempre! Beijinhos.
De oamante a 19 de Março de 2007 às 17:31
Claro, eu não possuo ainda a chave dos mistérios do universo.
Realmente há a questão da adrenalina, da atracção pura e simples das feromonas, da contabilidade (mais vale ter dois pássaros presos, que um a voar!) e outras mais.
Mas todos sabemos que a traição leva a um clima terrível na relação do casal, por isso, nada como fazer o que mandas: conversar!
De ISA a 13 de Abril de 2007 às 20:00
Pela 1º vez, entro e comento um blog na net . De facto já vivi dos dois lados, se calhar ainda vivo. Casada, agora divorciada, e mesmo assim com o mesmo. Já trai não sei se fui traída , mas se por um lado o jogo da sedução nos empurra para a chamada infidelidade " por outro, a atracção o desejo não morre, e por essa razão , entre outras, nos sentimos impelidos a gozar do momento, a darmo-nos esse prazer, sem que em momento algum o nosso sentimento, pelo parceiro altere. Às vezes , muito pelo contrario. AUMENTA. Conversar , podia ser um caminho... mas e o que magoamos com isso!!!!!!
De oamante a 16 de Abril de 2007 às 09:16
Ainda bem, Isa, que estas conversas suscitaram o desejo de te juntares à nossa conversa.
Realmente é como dizes: uma pessoa pode trair, mas continuar a amar o seu parceiro, talvez ainda mais. Aquelas escapadelas servem para aguçar o ambiente em casa, fazem-nos sentir vivos.
Pois, nesses casos conversar, isto é, abrir o jogo, pode significar magoar muito quem temos em casa. É um dilema!
De Kat a 16 de Abril de 2007 às 12:53
O teu ponto de vista parece muito altruísta, Isa, mas a verdade é que as mentiras magoam muito mais! Alguém discorda? Quando omitimos algo, estamos a pensar em nós próprios, e não no bem estar de terceiros, caso contrário não arrajavamos motivos para mentir! Essa situação é muito clara, não deixa margem para dúvidas! Apesar de existirem diversas opiniões, a verdade é uma só: quem trai está a ser desonesto e mau para com o companheiro(a); Quem omite e traição tem medo das consequências para si próprio; Quem trai pode até amar o parceiro, mas não o respeita... e sem respeito...;

Há diversos caminhos para aumentar, ou fortalecer uma relação... uns simplesmente escolhem os mais fáceis, os mais proveitosos! Para quem é traído, o sentimento não interessa, mas sim a acção. Pois, se uma pessoa me trai, o facto dela gostar de mim deixa de ter valor... Fica bem.

PS: não é a chamada infidelidade, é mesmo infidelidade! Aqui, ou na China...
De misinha a 19 de Março de 2007 às 19:33
Eu não sei se é assim que os amantes seduzem. Mas sei que é assim que os homens seduzem, disso não tenho qualquer dúvida; claro que temperado com um sorriso simpático e franco, culto e bom conversador e também se aceita um corpinho gostoso...
De oamante a 20 de Março de 2007 às 09:16
Bem... nem me tinha ocorrido essa do corpinho gostoso! Lol, Misinha. Mas é um factor importante, sim senhor.
De TNT a 19 de Março de 2007 às 20:02
Subscrevo inteiramente a tua opinião. Eu costumo dizer-lhes: Tempo, Dedicação e Exclusividade. Três conceitos que me fazem ficar ali sem sequer me lembrar que existem outros. Não me lembro, não os vejo, não existem. Parece fácil, não é?
De oamante a 20 de Março de 2007 às 09:27
Gostei da Exclusividade, mas essa paga-se bem, tem de haver exigência da parte da mulher também e bom trato.
Pois... parece bem fácil. Olha que parece mesmo. Lol
De rocha suave a 20 de Março de 2007 às 17:49
a vida a dois é muito fácil... basta ouvir o que o outro tem para dizer... o respeito pelos sentimentos a outra pessoa e tão importante para um casal como o amor... e isso há cada vez menos...

www.rochasuave.blogs.sapo.pt
De oamante a 21 de Março de 2007 às 09:01
Pois, RochaSuave, mas pelo que me farto de ler em posts, isso raramente é conseguido, não é? Parece ser daquelas coisas tão fáceis de dizer, mas difíceis de fazer!
De florence a 20 de Março de 2007 às 22:42
Bem na generalidade todos os amantes ja tem uma vasta experiência na conquista de mulheres. Sabe realizar uma observação cuidada, analisam os pontos mais frageis da mulher e depois é saber ouvir, ser gentil, e apimentar um pouco as coisas.
Mistura perfeita........
Bem
ja tive um
De oamante a 21 de Março de 2007 às 09:06
Pois, pois, Florence. Mas pode haver amantes ocasionais, daqueles que se conhecem por via do trabalho, de frequentar o mesmo café, etc. Nem sempre os amantes são do tipo D. Juan que salteia casas em busca de puro sexo.
Gostei da pimenta! E de já teres tido um a apimentar-te! Espero que tenha valido a pena!
De Luna a 21 de Março de 2007 às 14:24
Hoje é só mesmo ara te dizer que espero por ti no msn

emrubro@gmail.com

Beijos "contemplado"
De Moura ao Luar a 21 de Março de 2007 às 22:54
Ainda no outro dia comentava isso com o meu amado...
De oamante a 22 de Março de 2007 às 16:19
É preciso ouvirmos os outros, um pouco. Isso de falar apenas um, cansa.
O diálogo é o mais democrático que pode haver, penso eu e se alguém o monopoliza, temos ditadura!
De só sei que nada sei a 22 de Março de 2007 às 16:20
parece tão fácil seduzir uma mulher... será que é assim tão fácil? ou será mesmo que é a mulher que pede para ser seduzida? na sua subtileza, com a tal linguagem do corpo? mas é bem verdade que por vezes os homens não sabem conversar, sussurrar, conversar com os dedos também e estão mais interessados em despejá-los!?! no outro dia conheci um urologista já com uma idadezinha que dizia que a mulher no universo emocional está muitos anos de luz à frente do homem que, a seu lado, é um primata... começo a pensar que é isso mesmo...
De oamante a 22 de Março de 2007 às 17:53
Fácil? Xi, nunca para mim! Aquilo é uma canseira: exige esforço em observá-la, em pensar no que está ela a pensar, em falar com ela sobre temas banais e só então entrar em vias de facto. Lol
E sim, as mulheres deixam-se seduzir.
Mas eu falava daquelas que, estando comprometidas e não recebiam a devida atenção, deixam-se seduzir por alguém que lhes dê um pouco de atenção, apenas!
De só sei que nada sei a 22 de Março de 2007 às 16:30
desculpa a indelicadeza deste meu comentário... antes deveria dizer que gostei do blog e de ser um homem a reflectir sobre estes assuntos, porque de facto muitos nem pensam! houve um que me disse uma vez: sabes porque é que as mulheres não devem fingir orgasmos? porque o homem não se importa com isso! será que não?!
De oamante a 22 de Março de 2007 às 18:02
Indelicadeza? Por passares aqui na minha casa e me visitares? Serás sempre bem vinda e eu vou ensinar-te uma coisa, Só-sei-que-nada-sei: a sabedoria está em ti mesma!
Bem, foi mesmo um Homem que disse isso, ou foi um Machão? É diferente.
Seu eu me deitasse com uma mulher e não lhe desse orgasmos reais... preferia que ela me dissesse: assim sabia porque me matava! Lol, é a brincar.
Hoje em dia, os homens preocupam-se muito com a satisfação da mulher, pois há estudo a dizer que elas fingem e não gostam de sexo e tal e tal. Isso cria em nós homens uma insegurança: será que eu consigo, será que ela geme de verdade, ou está a mentir.
Mas há sempre os outros, para quem o sexo se limita a pedir à mulher que abra as pernas, bater um pouquinho e ir dormir! Também há desses... ainda.
Mas nós, Homens, nada podemos fazer por esses. Esperamos que as mulheres não nos cataloguem a todos pela mesma bitola.
E eu gosto de falar sobre sexo. Sou curioso sobre tudo e mais alguma coisa e o sexo é um dos meus temas de interesse. Não é só para fazer, também é para falarmos, todos.
Espero agora, Só sei que nada sei, que saibas uma coisa: aparece, para conversarmos.
De só sei que nada sei a 23 de Março de 2007 às 10:22
Claro que apareço! também gosto de falar destas coisas. e tenho de confessar, esse tal gajo de que falava, também se esforçou muito para me satisfazer e também por esconder os sentimentos... enfim, embora ainda haja machões, muitos já nem o são de facto, mas por vezes é cómodo dar uma de durão e de descomprometido, para depois (quando a coisa começa a ficar séria) desaparecerem sem deixar rasto... só porque alguém os incomodou. é triste mas é verdade, há pessoas que passam a vida a fugir dos sentimentos, de pessoas autênticas e deles próprios... e nem sabem o que perdem! mas a minha sabedoria, como tu dizias Amante!, é saber recolher-me na hora certa, não insistir mais, não provocar os acontecimentos e apenas lidar com eles. Vale a pena investir em alguém que não quer ver?! Facto é que nada é por acaso, e há pessoas que encontramos no caminho que estão lá para nos fazerem confrontar com as nossas realidades, frustrações e medos. concordas?
De oamante a 23 de Março de 2007 às 14:20
Sim, concordo. Costumo dizer que todas as pessoas têm algo a nos ensinar, mesmo as más. Aprendemos com essas o que não devemos fazer. E servem para nos fazer ver aquilo que realmente queremos, mas que os nossos olhos se recusavam a ver.
De só sei que nada sei a 23 de Março de 2007 às 16:55
é mesmo isso... agora fiquei a pensar o que fui à procura de ver que os meus olhos não queriam ver...já me puseste a pensar e numa fase em que me apetece antes deixar fluir. mas é nestas fases que mais nos descobrimos, descobrindo os outros. eu descobri-te!!!

beijo
De oamante a 24 de Março de 2007 às 11:14
Pois, agora... o que descobriste em ti... para me teres descoberto? Hummmm... ok, foi mesmo o poder de levar os outros a pensarem mais em si.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. E assim me vou!

. Adoro mulheres em fúria!

. A Paixão

. Taradices?

. O Paraíso

. Culpado

. Como isto não cabia nos c...

. Amante de Casadas

. Masturbação e Fellatio

. Fantasias III

.arquivos

. Agosto 2010

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds