Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

Sorry!

Desculpem-me lá! Não tenho conseguido postar como queria, mas não fui ainda desta para melhor, nem decidi abandonar a blogosfera.
Tal como já disse algumas vezes, não dá para aceder à blogosfera em casa, pois se eu escrevo algo maior que uma linha, a minha mais-que-tudo, "posta-se" ao meu lado, desconfiada que ando no MSN, em chat's ou algo pior como a blogosfera! Lol. Ela acha tais meios de comunicação, como verdadeiros atentados à paz do lar, capazes de dar a volta ao miolo deste amante! Pois, «fia-te na Virgem e não corras».
Por isso, preparem-se para os meses de Agosto e Setembro, que não vai dar. Julho, será mais ou menos. Fins-de-semana e feriados é igual.

Contudo, leio-vos às vezes, pois tal não implica escrever e ir à net consigo sempre...
Aliás, a pesquisa na net é algo que adoro: sou curioso. Como devem ter reparado.

Mas, por agora, voltei. Melhor dizendo, amanhã.
Espero que não se tenham chateado comigo e tenham decidido «deslinkar-me». Vá lá! Eu volto! Prometo! Lol.
Até amanhã!
 
 
sinto-me: com saudades
tags:
publicado por oamante às 17:22

link do post | comentar | favorito
|
19 comentários:
De ComSensualidade a 9 de Abril de 2007 às 20:30
A mim o que realmente me fascinou nesta tua mensagem (porque embora não comente ,costumo de vez em quando ler-te) mas, escrevia eu, o que de facto me parece fascinante, é já ter lido algures escrito por ti algo sobre relações abertas.
Será que me enganei no blogue?
Sabes o que me parece? ......é que todos nós temos os nossos calcanhares de aquiles, é fácill estarmos por tras dum monitor e vangloriarmo-nos do que gostaríamos, que fosse real....
Mas fazes bem....afinal o sonho comanda a vida certo?
Um beijo ao amante...mas..........
Comsensualidade
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 09:07
Claro que não te enganaste. Se bem te lembras, eu falava de mim, apenas. Que podia deixar a minha mais-que-tudo comer fora, mas que ela a mim não me deixa. Lol.
Aliás, ela nem quer pensar em casar se eu morrer. Eu preferia que ela encontrasse alguém, para ajudá-la a ela e aos meus filhos.
De misinha a 9 de Abril de 2007 às 21:24
Ainda bem que voltaste, estava com saudades das tuas palavras...
Lamento os teus muros, mas entendo-os...
Há relações assim, ... há medos, há desconfianças, há ciúmes, há inseguranças e há emoções que não queremos perder!
Fica bem, passeia por aqui.
bjks
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 09:09
Passearei, claro. Obrigado.
Há muita coisa há e eu devia ser fiel, mas... preciso de algo em troca.
De carla a 9 de Abril de 2007 às 21:28
Estava com saudades...
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 09:17
Pois... me too!
De A Amante a 10 de Abril de 2007 às 06:30
Acabas de me dar razão com este post/confissão:

- Se há desconfiança...onde está a felicidade de estar? Baseada em quê?..Na verdade-mentira?

Portas-te bem no exterior...mas se levantarmos o véu?
Um beijo "velado" para não levantar suspeitas
da
"Amante que recusa ser enganada como esposa"
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 09:14
Com a desconfiança a relação deve ser difícil para ela, mas também ter ciúmes das mulheres que cumprimento na rua e ela não conhece! Devido a isso decidi afastar-me um pouco da vida social e dar-me mais com amigos! Pois até deles ela desconfiou! En revanche, decidi abolir a vida social ao máximo. Sou extremista, talvez. Mas penso que ela prefere assim: ter-me mesmo assim.
E A Amante: eu porto-me bem no interior da família, fora sou... mau!
De barafundida a 10 de Abril de 2007 às 09:25
Há tantas coisas entre o céu e o mar que nós desconhecemos... Mas não estaremos todos aqui para podermos dizer o que nos apetece, só o que nos apetece? Por mim nem tinhas que dar nenhuma explicação. Basta-me que tentes não prolongar muito a tua ausência. Mas até isso é puro egoísmo da minha parte.
Bjs
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 09:55
Gostei... mesmo.
E tentarei sarar esse teu egoísmo.
De Carla a 10 de Abril de 2007 às 10:46
Já achava que como um verdadeiro amante (daqueles que vemos nos filmes e ouvimos falar) tinhas simplesmente caído fora... e partido para outra, neste caso para outras...
Seja como for, portaste-te mal ;), um amante à séria não abandona as suas amantes...
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 12:20
Não sou desses dos filmes, mas como tenho vida própria, nem sempre posso vir cá cumprimentá-las, Carla.
E se eu te pedir desculpas... de joelhos? E tu com os saltos altos!? Desculpas?
Vá lá... diz-me ao menos que vais pensar nisso.
De Carla a 10 de Abril de 2007 às 16:38
Vou pensar nisso!!
De TNT a 10 de Abril de 2007 às 12:31
Welcome back!
Porque não interessas a tua mulher por esta coisa dos blogs. Ela podia criar um para ela e assim, já conseguir compreender estas coisas melhor. Pode ser que ainda te venha a surpreender, nunca se sabe...
Ou será que tens medo de arriscar??
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 12:45
Como já disse, se ela se deitar na perdição, eu aprovo, desde que também ela me autorize, não é?
Já os gregos antigos tinham um costume: deixar a mulher ir, um dia por ano, ao templo onde podia encontrar-se com um estranho, para ter relações sexuais. Penso que esse dia servia para ela... aprender algo diferente, para oferecer ao marido.
As mulheres gregas tinham muita liberdade e ousadia. Isso perdeu-se tudo? É pena!
De TNT a 10 de Abril de 2007 às 12:32
Falta um ponto de interrogação a seguir a blogs... sorry!
De oamante a 10 de Abril de 2007 às 12:47
Se eu não conseguir compreender as minhas amantes... sou mesmo muito mau amante. Lol. Eu escrevo os post à pressa, no trabalho (mau trabalhador!) e por isso, às vezes, há erros. Interessa é haver comunicação.
De Espanto a 11 de Abril de 2007 às 08:56
Olá, amante! Tenho passado pelo teu blog, mas não tenho comentado. No entanto, tenho uma coisa a dizer-te e espero sinceramente que te ajude.
Eu também sou casada, não há tanto tempo como tu ( 12 anos). È claro que ser casado(a) não é fácil, uma vida a dois não é um mar de rosas, temos problemas de vária ordem, a rotina do dia-a-dia, o "stress", o trabalho que se traz para casa e sei lá mais o que... Mas, o casamento tem o seu lado bom quando há amor, compreensão, respeito pelo outro e acima de tudo preservar a identidade do "outro", a sua personalidade! O meu marido tem um blog, eu tenho um blog. Ele visita-me, eu visitou-o. Ele tem as suas amigas, eu tenho os meus amigos... não há problema nenhum! Conversamos á noite sobre os posts, os blogues ... Eu penso que é positivo ambos trocarmos impressões com outras pessoas, falarmos... não há mal nenhum!
Desafia a tua mulher a ter um blog, porque não?
Beijos!
De Moura ao Luar a 11 de Abril de 2007 às 16:32
É como eu em casa.... cusco como eu nunca vi :-)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. E assim me vou!

. Adoro mulheres em fúria!

. A Paixão

. Taradices?

. O Paraíso

. Culpado

. Como isto não cabia nos c...

. Amante de Casadas

. Masturbação e Fellatio

. Fantasias III

.arquivos

. Agosto 2010

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds