Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007

Fim-de-semana

Acho que o facto de manter um blog me está a fazer bem, a dar pica.
No sábado, a manhã foi memorável. Logo pela manhã, os beijos matinais aqueceram-nos.
Acariciámo-nos, beijámo-nos e, por baixo dos lençóis, friccionei o pénis no clítoris dela até ela se vir.
Ela sentou-se em cima dele todo e enquanto cavalgava, eu acariciava-lhe os mamilos até ela estremecer.
Na brincadeira toda, e porque eu estava sempre a pensar no blog, dei-lhe uns doze orgasmos.
Descansamos e ela adormeceu, esgotada.
Ms eis que daí a cerca de uma hora ela quis, como costuma dizer, recompensar-me, pois eu não me tinha vindo anteriormente.
Sentou-se ao meu lado na cama e masturbou-me. É claro que aproveitei para lhe acariciar as pernas, as nádegas e o clítoris. Ela veio-se loucamente.
Sentou-se no meu peito, enquanto me masturbava, e eu introduzi o polegar na vulva húmida, cravando os dedos nas nádegas e friccionando o ponto M. Introduzi o indicador e passei-o pelos pontos todos: o G, o C, o M e o J (ainda não vos falei deste). De fora só ficou mesmo o D, pois a posição não era propícia.
Nem é preciso dizer que ela se veio seis vezes. Fiquei com o peito todo húmido dela! (nem pensar em pôr lençol) Quem se dedica às artes do sexo não pode ter nojo ou vergonhas! Afinal, não nos fartamos de pedir que elas o engulam?

Deitou-se ao meu lado, em espasmos:
-Um dia vais matar-me! Eu quero recompensar-te, mas tu ganhas-me sempre!.
Pois, estava esgotada, não aguentou mais. Ela costuma dizer que um dia vai morrer de prazer, pois entra em transe, não vê nada, fica tudo branco e agarra-se à barriga, em espasmos fortes. Mas adora, pois diz que fica leve, embora fique toda adormentada.
Eu não me vim, outra vez, mas como costumo ler: «Não tive orgasmo, mas aquilo deu-me o mesmo prazer e o orgasmo não é obrigatório.».

Eu sei que se tocar numa mulher, talvez mesmo uma frígida, consigo levá-la a visitar o universo todo. Mas para me sentir mesmo dono do céu (Lol), queria, um dia, deitar-me com uma prostituta daquelas de luxo, que sabe construir frases complexas, é limpa e sabe dar sexo bom (as normais só dão aquelas fantasias "normais")
Queria ver se consigo obter delas o mesmo que dou às outras. Como elas vêem o sexo como um trabalho, deve ser-lhes mais difícil obter orgasmos (pelo que tenho lido nalguns blogs!). Se eu lhes arrancasse o mesmo número de orgasmos, iria sentir-me mesmo o Dono do Céu!
É uma mera fantasia!
publicado por oamante às 09:38

link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De cigana a 2 de Fevereiro de 2007 às 23:02
Sabes que mais, estragavas-lhe o negócio, porque depois dessa farra toda como é que ela havia de arranjar fôlego para os seguintes?!
De oamante a 5 de Fevereiro de 2007 às 12:27
Não arranjava!
Nesse dia levava-a a passear, tomávamos um café e ficávamos a conversar, com o mar ao fundo.
De Bruno a 9 de Fevereiro de 2007 às 14:01
A verdade é que o Cérebro mesmo tendo sexo (pq é diferente) tem muito ainda por descobrir.
E já agora acredita que o verdadeiro amante é mesmo assim serve para dar prazer e não para receber.
Ob pelo comentário.



Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. E assim me vou!

. Adoro mulheres em fúria!

. A Paixão

. Taradices?

. O Paraíso

. Culpado

. Como isto não cabia nos c...

. Amante de Casadas

. Masturbação e Fellatio

. Fantasias III

.arquivos

. Agosto 2010

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds