Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Galanteria

Instituiu-se depois do Maio de 68 que os direitos eram iguais para ambos os sexos e vai daí, retirou-se toda a parte de galanteria com que os homens atraíam as mulheres.

Hoje em dia, sabe-se que as mulheres adoram esses métodos antigos e suspiram por encontrar um príncipe perfeito que conheça o código de conduta masculina do cavalheiro. Apesar de dizerem que não, que aquilo não é para elas.


Se quiserem conquistar uma mulher, cheguem-lhe a cadeira para a frente, ao sentar-se num restaurante ou café, ou discoteca!
O que elas mais adoram nisto é ter as outras mulheres a apreciar a cena, roídas de inveja!

Podem abrir-lhe as portas: do carro, de casa, do café.. do coração! Nem sabem o quanto elas adoram.
Só há que ter cuidado para nunca dizer nada do género: Gostaste?
É que estes actos de cavalheirismo devem ser feitos de forma natural, como se nós homens sempre o tivéssemos feito a vida toda.

Mas ao fazê-lo devemos olhá-las nos olhos e fazer um meneio com a cabeça indicando que podem passar.

Vão ver que se seguirem o manual do cavalheiro, elas tê-los-ão em maior conta!

Toca lá a experimentar com as irmãs e a mãe... para não puxarem a cadeira em demasia, no restaurante e elas... se estatelarem no chão!

E não se esqueçam disto: se forem ao encontro dela, com flores, vão ser gozados por todos os vossos amigos... mas as mulheres, no caminho, vão olhar todas para vocês e ela... ela vai fingir que é normal recebê-las. Mas vai guardá-las numa jarra até muito depois de murchas!
publicado por oamante às 19:30

link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De pinkie133 a 2 de Fevereiro de 2007 às 19:08
È sempre apreciável de ver cavalheirismo, pois já são poucos os que usam este truque para agradar á cara-metade, e fica sempre bem axo que é um acto de educação, o cuspir para o chão, coçar os tomates em público e tirar macacos do nariz não tem nada de sensual e erótico para seduzir uma ladie!!!podemos não admitir, mas os galanteios passados são os que nos seduzem mais.
De cigana a 2 de Fevereiro de 2007 às 23:00
Gostava de ver o Interno Feminino a comentar isto!
De TNT a 4 de Fevereiro de 2007 às 22:42
Este tema já foi levemente abordado em http://internofeminino.blogs.sapo.pt/12510.html em Agosto de 2006 aqui pela "yours trully"!
De TNT a 4 de Fevereiro de 2007 às 22:48
Caro amante,
Confesso que gosto de educação, cavalheirismo e todas as etiquetas associadas ao tratamento da mulher. Agora permite-me discordar das razões apresentadas. Não é seguramente para deixar as amigas roídas de inveja. Só gostava era que todas as mulheres pudessem experimentar a sensação que eu felizmente tenho tido a sorte de encontrar ao longo da minha vida.
Ou será exigência minha?... humm... vai na volta!!
De oamante a 5 de Fevereiro de 2007 às 09:04
Claro TNT, a educação deve ser algo natural.
Mas... se não deres um docinho, uma motivação qualquer, eles não lhe pegam, não é?
Felizmente, cresci num meio onde a educação era prioritária: desde cedo aprendi a dar lugar às pessoas no autocarro, a deixar as senhoras passarem primeiro.
Se isto não vem de casa, custa a implementar na idade adulta.
De TNT a 5 de Fevereiro de 2007 às 11:31
Completamente de acordo.
E na minha opinião, eu dou muitos docinhos. Às vezes até dou docinhos a mais... Até ficarem dulcidepedentes!
De Poison a 5 de Fevereiro de 2007 às 11:46
E acordar e ter a casa cheia de flores?
E receber montes de mensagens a dizer que nos adoram?

Mas eu acho que isso não é só educação... é querer o outro demais...

Já no que toca a gostar de fazer inveja, bem, talvez tenha que admitir que lá no fundo, lá no fundo, talvez tenhas razão. Mas só desta vez, ok?

Estou agora a lembrar-me de um filme, daqueles clássicos, onde o rapaz abre a porta à namorada e fica à espera que ela se lembre de lhe abrir a dele por dentro. Alguém lhe tinha dito que se uma rapariga lhe fizesse isso, ela era a “the one”. Aí está o que eu queria dizer lá em cima...
De provocadora a 5 de Fevereiro de 2007 às 19:14
ALELUIA k há um homem k ainda sabe conquistar uma mulher!!!!Mas não o deve fazer por educação...mas sim por gosto!!!para que a mulher se sinta bem e não apenas para a conquistar!!!Mesmo assim, não há nada k uma mulher mais goste do que um amo-te de surpresa, um ramo de flores ou mesmo esses gestos k apenas os homens cm H grande fazem!!
De Malicious a 8 de Fevereiro de 2007 às 14:21
Descobri hoje este blog, e não resisto a interferir na conversa. Se não fôr bem-vinda,avisem, OK? Sobre essa conversa dos gestos de educação ou romantismo dos homens, a minha experiência é que muitos dos homens que foram educados a abrir as portas às mulheres, a deixá-las passar à frente ou a puxar a cadeira, são muitas vezes os mesmos que as deixam sozinhas na cozinha a arrumar pratos e panelas, ou a tratar dos filhos. Ou seja, muitas vezes são os mais machistas, e os que mais vivem de convenções, topam? Logo, por mim, acho que o verdadeiro amor+romantismo se traduz por muitos outros gestos menos convencionais, mas que revelam sem alarido o prazer de estar connosco, e a aceitação e respeito pleno pelo que somos...
De oamante a 8 de Fevereiro de 2007 às 16:21
E desde quando eu proíbi as pessoas de passarem pro aqui, Malicious? Eu até agradeço que o façam! Serás sempre bem vinda!

Realmente os machistas aprenderam que alguns gestos de boa educação os levavam longe, Malicious, mas para mim, educação e respeito é algo muito diferente.
Eu, por exemplo, faço-o sem a intenção de receber um louvor, é um gesto desinteressado, que pode, às vezes, até querer interessar. depende da pessoa.
Mas eu dizia que a educação não se vê apenas nesses gestos. Há mais e compete às mulheres indagar os homens sobre o que pensam da vida: se vão ser machões, ou homens; se vão ajudar em casa ou não.
E há uma quantidade imensa de pequenos gestos que nos demonstram se uma pessoa tem respeito pelos outros ou não: no trânsito, a ser servido num balcão, e outro,.
Se a pessoa se guiar pelo velho código de cavalheirismo vai notar-se em muitos aspectos.

Agora, ser galante não quer dizer que se é boa pessoa, ou que se interiorizou a nova mentalidade do casamento actual: uma vida a dois, um trabalho a dois.
De tiago a 14 de Novembro de 2007 às 07:46
com certeza o amor naum é convencional-é surpresa. naum adianta tentar seguir cartilha de romantismo,tem que ser original e surpreendente.
o romantico tem que ser assim por criação e naum para ser conquistador.
quem é bom conquistador conquista uma só para sempre!!! tenho dito.
De Inês a 8 de Fevereiro de 2007 às 15:32
É a mais pura verdade!!! Eu não o nego que adoro ser tratada como uma princesa! Até por desconheçidos, muitos são muito simpáticos! Mas tenho o meu príncipe sempre ao serviço que não falha!
De oamante a 8 de Fevereiro de 2007 às 17:37
Claro, Inês, ser galante não se limita às pessoas que amamos. Eu por natureza sou galante e adoro receber aquele sorriso de retorno.
Na estrada, para peões ou em situações normais eu ainda cedo passagem. Embora devamos ter cuidado, pois há quem ceda passagem com modos tão rudes, que é preferível deixá-los passar primeiro.
Há que haver naturalidade no gesto, uma troca de olhares cordiais e um aceno de agradecimento
De Carla a 8 de Fevereiro de 2007 às 17:48
Olá,
Sou a Carla (de Saltos Altos...), hoje sim...
Quero dizer-te que não tens razão, pelo menos comigo não funciona assim comigo... As flores são giras, mas não têm de ser obrigatoriamente oferecidas pela mulher (ja recebeste flores?), os galanteios sabem bem quando ditos com sinceridade sem serem forçados, mas dispenso que me abram a porta do carro e que me puxem a cadeira... eu sou muito mulherzinha para fazer tudo isso... e tudo isto não me retira nem um bocadinho do meu eu feminino, e digo mais uma vez feminino e não feminista!
Se quiserem conquistar uma mulher façam um esforço, por mais pequeno que seja, para a conhecerem melhor e dessa forma irem de encontro aos gostos dela. Não generalizem, é que as mulheres não são, definitivamente todas iguais....
Gostei do teu blog.
De oamante a 8 de Fevereiro de 2007 às 18:10
Para mim, és apenas a Carla... o que é muito!

Mas olha, quem oferece as flores sou eu, embora uma vez as tenha recebido da minha cara-metade.
E tens razão, és feminina e muito, dado o acessório altinho que utilizas. Mas também podes ser feminista, se isso quiser dizer apenas que te esforças por mudar a mentalidade dos portugueses.
E ainda bem que não são todas iguais, pois dá-nos pica tentar adivinhar qual é a chave que "abre" determinada mulher. Andamos às voltas, observamo-la bem, até descobrir. Se fosse só chegar lá e abrir... que graça tinha?
E sim, procurar conhecer e perceber a mulher que temos à frente é que nos permite atravessar as muralhas do vosso castelo.

E gostei... de não ter razão desta vez!
De oamante a 8 de Fevereiro de 2007 às 18:14
E não vou responder ao teu post de hoje, porque já obtiveste a resposta que querias... mas vou dar-te os parabéns!
Continua, Carla, porque são essas pequenas coisas da vida que nos dão alento e nos fazem vibrar!
Hoje, ama loucamente e sê feliz!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. E assim me vou!

. Adoro mulheres em fúria!

. A Paixão

. Taradices?

. O Paraíso

. Culpado

. Como isto não cabia nos c...

. Amante de Casadas

. Masturbação e Fellatio

. Fantasias III

.arquivos

. Agosto 2010

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds