Segunda-feira, 12 de Março de 2007

Amor intempestivo

Odi et amo. Quare id faciam fortasse requiris.
      Nescio, sed fieri sentio, et excrucior.

                                                                                                                de Caio Valério Catulo

    Tradução:

Odeio e amo.Talvez me perguntes por que faço isso. Não sei, mas sinto que acontece, e sofro.


Uma versão do amor, tão antiga como a própria humanidade: o poeta romano Catulo escreveu este pequeno poema perto de 60 a.C..
Ainda hoje sentimos no amor uma mistura de sentimentos sem nexo, ora amigáveis, ora violentos face à pessoa amada.

Vá-se lá compreender o Amor!
tags:
publicado por oamante às 17:01

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Amor intempestivo

.arquivos

. Agosto 2010

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds